quarta-feira, 20 de julho de 2011

Guerreiro do reino das cores

Guerreiro do reino das cores, cresceu e fez-se rei. Trocou a espada pelo pincel e polvilhou de vida a natureza morta da existência. Pincelada daqui, pincelada dali, com a paixão de um mago conhecedor das leis do universo, fez renascer as tonalidades de tudo quanto existe. O vermelho das flores reergueu-se da palidez da morte e as árvores ondularam com a brisa delicada do pincel. O mar agitado deixou-se acalmar na magia tranquila do sentimento alquímico. Transfigurado, o guerreiro tornado rei, sorriu, feliz com a sua obra. Intensificou a cor azul do céu que cobre uma humanidade sem rumo e confiou no sol brilhante que refulgia em tons de paz e alegria.